O empreendedor que faz curadoria de avaliações de restaurantes em todo o país

Levar avaliações de restaurantes locais para mercados de médio porte em todo o país é um sonho que ficou mais fácil graças à WeWork

Ken Carlton, fundador da Beyondish, no WeWork 125 W 25th St em Nova York. Imagens de Katelyn Perry

A forma como trabalhamos mudou profundamente. As pessoas não buscam mais apenas o equilíbrio entre vida e trabalho. Elas querem o poder de escolher quando, onde e como trabalhar. Querem ter a liberdade de criar o próprio horário, realizar tarefas que considerem significativas e ocupar um espaço que atenda às suas necessidades exclusivas. Os dias em que o horário comercial era adequado para todos ficaram no passado. Em “Todas as suas formas de trabalhar”, os membros da WeWork compartilham como estão reimaginando a vida profissional e encontrando sucesso neste novo mundo de trabalho.

A ideia para Beyondish esteve na mente de Ken Carlton durante a maior parte de sua vida adulta. Porém, até dois anos atrás, ele fazia quase todos os tipos de trabalho, exceto lançar a empresa com a qual ele continuava sonhando. Durante décadas, Ken trabalhou como romancista, cineasta, redator de discursos e editor de revistas.

“Não tenho um emprego normal desde que Bill Clinton era presidente dos EUA”, diz Ken.

Ele também passou a maior parte de sua vida na estrada. Ken sempre viajou a trabalho, muitas vezes para cidades pequenas e até cidades menores em todos os EUA. Entre idas e vindas, manteve um casamento de 17 anos com sua esposa em Chicago, enquanto ele morava no Brooklyn. Criaram quatro filhos dessa maneira. Seu principal hobby é viajar pelas estradas menores do país. Foi nessas viagens que nasceu a ideia da Beyondish. 

O conceito é simples. A Beyondish se esforça para ser o “Yelp ao contrário”, com a curadoria de avaliações de alimentação local sofisticadas e bem editadas da população da área. Cada avaliação contém uma única fotografia (de qualidade) e um parágrafo sobre um prato. O nome e a biografia do avaliador acompanham a maioria das avaliações. Outra característica distinta: Ken planeja se concentrar em cidades que muitas vezes não recebem o mesmo nível de avaliações que as maiores, como Nova York e Los Angeles.

“Quero ser um peixe grande em um lago pequeno”, explica Ken.

Ken e sua equipe costumam se reunir no WeWork 125 W 25th St, em Nova York.

Dois anos atrás, Ken levantou capital para finalmente trabalhar na ideia que estava incubando em sua mente por décadas. Ken e sua equipe passaram cerca de cinco meses construindo o site antes do início da pandemia. Em seguida, foram quatro meses de incertezas. Será que as pessoas voltariam a comer em restaurantes? Os avaliadores poderiam frequentar restaurantes? Ele poderia trabalhar em um escritório de novo? Mas ele colocou seus medos de lado, apertou o cinto e aproveitou o tempo para criar o melhor site possível. 

Ele precisava de um lugar para trabalhar que eventualmente pudesse acomodar uma pequena equipe. (A empresa empregou uma pequena equipe, mas todos tinham outros empregos durante o dia.) Ele conhecia a WeWork, mas não se sentia confortável com a ideia.

“Não tenho 22 anos, não tenho uma startup de TI e não sou programador”, diz Ken. “Então pensava que provavelmente não fosse para mim. Mas quando entrei no local de Chelsea [Nova York], fiquei impressionado e peguei um espaço.”

Existe um fabuloso espírito empreendedor. É eletrizante. Parece que a equipe é formada de seus amigos. Nós rimos dos Yankees pela manhã. Este ambiente gera a sensação de estar trabalhando em uma grande empresa mesmo quando você tem uma pequena empresa.

Ken Carlton, fundador da Beyondish

Ken e alguns funcionários visitavam a WeWork 125 West 25th Street em Chelsea no final da tarde e à noite para trabalhar na Beyondish. Ken precisava dessas reuniões para manter a criatividade fluindo.

“Sou uma pessoa muito presencial. Não fiquei feliz com o Zoom. É muito difícil criar qualquer coisa falando apenas com uma tela. Você pode realizar muito, mas não pode criar. Meu negócio são ideias e criatividade”, diz ele.

Assim, quando o mundo começou a sair da quarentena, Ken começou a usar o WeWork All Access, um passe que oferece acesso a centenas de locais da WeWork em todo o mundo. Essa flexibilidade é fundamental para ele, que até agora lançou a Beyondish em 15 cidades de médio porte, incluindo Charleston, na Carolina do Sul, San Diego e Orlando, na Flórida.

Quando Carlton está em casa em Nova York, ele mantém-se fiel ao local de Chelsea que o conquistou. Passa cinco dias por semana naquele escritório e tem reuniões de equipe à noite, muitas vezes com uma tábua de queijo e frios.

Existe um fabuloso espírito empreendedor lá”, diz Ken. É eletrizante. Parece que a equipe é formada de seus amigos. Nós rimos dos Yankees pela manhã. Este ambiente gera a sensação de estar trabalhando em uma grande empresa mesmo quando você tem uma pequena empresa. Também pago por mês, o que deixa meus investidores felizes.”

Os gerentes da comunidade do escritório de Chelsea sempre oferecem exatamente o que Ken precisa. Um dia, eles trouxeram uma máquina de waffle e forneceram um café da manhã espetacular. Em outra tarde, Ken perdeu um cabo para seu computador logo antes de uma grande apresentação. A equipe vasculhou uma gaveta e encontrou exatamente o que ele precisava.

Com o WeWork All Access, ele também pode usar um local da WeWork quando viaja para lançar a Beyondish em outras cidades. Agora é fácil simplesmente sair da cama e ir para um escritório. Algumas semanas atrás, Ken foi a São Francisco para se encontrar com o publicitário da Beyondish. “Fui para a WeWork no Embarcadero e não conseguia acreditar na minha sorte em poder reservar facilmente este escritório com uma vista deslumbrante da baía”, diz ele.

Agora que ele pode retomar as viagens novamente, Ken está planejando ir para San Antonio, no Texas, Phoenix e San Diego. Ele tem hábitos na estrada. Ele fica em Hampton Inns e aluga carros da Avis — e agora adicionou o WeWork All Access à sua lista de itens essenciais para viagens de negócios. 

“Sei que quando entrar em uma WeWork, encontrarei pessoas amigáveis, comida interessante e um bom café”, diz ele. “Eu sei que, onde quer que eu vá, a equipe estará torcendo por mim.”

Jo Piazza é uma jornalista premiada, autora de best-sellers, estrategista digital e apresentadora de podcast.

Repensando seu espaço de trabalho?

Este artigo foi útil?
Categoria
Membro em destaque
Etiquetas
ALL ACCESS
FLEXIBILIDADE
NEW WORLD OF WORK