Para uma pioneira no reaproveitamento de alimentos, a flexibilidade é essencial

Conforme a Renewal Mill se expande por todo o país, a cofundadora Caroline Cotto tem sempre um lugar tranquilo para trabalhar na WeWork

Caroline Cotto, cofundadora e COO da Renewal Mill, na WeWork 2201 Broadway em Oakland, na Califórnia. Fotografias e vídeos da Twenty Twenty Studios.

A forma como trabalhamos mudou profundamente. As pessoas não buscam mais apenas o equilíbrio entre vida e trabalho. Elas querem o poder de escolher quando, onde e como trabalhar. Elas querem ter a liberdade de criar o próprio horário, realizar tarefas que considerem significativas e ocupar um espaço que atenda às suas necessidades exclusivas. Os dias em que o horário comercial era adequado para todos ficaram no passado. Em Todas as suas formas de trabalhar, os membros da WeWork compartilham como estão reimaginando a vida profissional e encontrando sucesso neste novo mundo de trabalho.

A paixão de Caroline Cotto pelo setor de alimentos começou cedo. Quando criança em Cape Cod, Massachusetts, ela ajudava os pais na sorveteria da família, a Sweet Caroline’s. 

Na faculdade, ela estudou sobre a intersecção das cadeias de suprimentos de alimentos e nutrição e trabalhou na iniciativa Let’s Move da ex-primeira dama Michelle Obama para reduzir o índice de obesidade infantil. Depois de formada, Caroline foi para o exterior para estudar o desenvolvimento internacional pela perspectiva da nutrição. Ela começou a explorar a relação entre o desperdício de alimentos e as mudanças climáticas e, depois de trabalhar em uma fazenda de permacultura na Itália, participou de uma conferência organizada pela ReFED, uma organização nacional sem fins lucrativos que trabalha para acabar com a perda e o desperdício de alimentos. 

"Comecei a mergulhar na questão dos resíduos alimentares e seu grande impacto ambiental", diz Caroline. Esse interesse a levou em 2018 à Farm to Fork, um acelerador de alimentação e tecnologia do Minnesota. Lá ela conheceu Claire Schlemme, e as duas logo descobriram uma paixão em comum pela redução no desperdício de alimentos. Juntas, elas são cofundadoras da Renewal Mill, que reaproveita subprodutos alimentícios em novos ingredientes para combater as mudanças climáticas e a perda de alimentos. 

Uma amostra dos produtos da Renewal Mill.

Claire, CEO da Renewal Mill, é ex-proprietária de bares de sucos e via em primeira mão o volume de polpa de frutas e legumes desperdiçado todos os dias. Esses tipos de produtos descartados, quando somados globalmente, são responsáveis por 8 a 10% das emissões de gases do efeito estufa.

Para combater tanto o desperdício quanto as mudanças climáticas, Claire desenvolveu uma maneira de processar esses descartes e transformá-los em outros produtos, como farinha sem glúten, farinha de leite de aveia com alto teor proteico e mix de farinhas para o preparo de guloseimas deliciosas, como brownies e snickerdoodles. Em 2016, ela transformou as próprias experiências na Renewal Mill. Em 2018, não muito depois de conhecer Caroline, ela a convidou para entrar na empresa como cofundadora e ajudar a angariar a primeira rodada de financiamento. 

A Renewal Mill permitiu que Caroline combinasse sua grande paixão por alimentos e nutrição com a formação em tecnologia. "Eu havia visto como o sistema estava preparando as pessoas para o fracasso nutricional e também como o sistema alimentar como um todo é um grande direcionador da mudança climática", diz ela.

Inovação para reduzir o desperdício de alimentos

Desde então, Caroline e Claire estão na vanguarda do combate ao desperdício de alimentos, trabalhando em várias frentes. A primeira é o fornecimento e produção de misturas e ingredientes reaproveitados, embalados para o consumidor. É um processo complicado, pois os subprodutos em potencial devem primeiro atender aos padrões de valor nutricional da Renewal Mill e também de uma cadeia de suprimento ética. 

"Há muitos subprodutos com potencial de reaproveitamento, mas que não apresentam muitos benefícios do ponto de vista nutricional", diz Caroline.

A Renewal Mill também fornece ingredientes a outras empresas. As farinhas sem grãos da empresa, por exemplo, são atualmente utilizadas em alimentos embalados, como molho de pimenta Tia Lupita, salgadinhos vegetarianos Pulp Pantry, entrega de refeições Square Baby e sorvetes Salt & Straw. A Renewal Mill também faz parceria com cookies em parceria com outras marcas para a produção de cookies.  

A flexibilidade e a confiabilidade em diferentes cidades continua me atraindo para a WeWork.

Caroline Cotto, cofundadora e COO da Renewal Mill

Além das vendas e parcerias, a conscientização pública sobre o desperdício e o reaproveitamento de alimentos formam uma parte considerável do trabalho de Caroline. Ela e Claire fazem apresentações de rotina nas escolas e em organizações locais. Elas também ajudaram a fundar a Upcycled Food Association (UFA), que trabalha para alterar o sistema alimentar como um todo para ajudar a prevenir o desperdício. A UFA começou em 2019 com cerca de oito membros e, desde então, cresceu para quase 200. 

Em junho de 2021, a associação lançou um programa de certificação de reaproveitamento de alimentos, e a Renewal Mill foi uma das primeiras a receber o certificado. Caroline diz que a estimativa é de que marcas certificadas pela UFA possam evitar que mais de 357 milhões de quilos de alimentos sejam desperdiçados somente este ano. Para ela, é esse tipo de mudança coletiva que a inspira a realizar a missão da Renewal Mill. 

Encontrando o espaço para crescer na WeWork

Durante toda a jornada de Caroline e Claire, a WeWork as ajudou a manter a agilidade à medida que aumentavam sua escala. A primeira experiência que tiveram com a WeWork foi em 2020, como parte do WeWork Food Labs, um acelerador para produtos de consumo embalados. Em 2021, Caroline começou a usar o WeWork On Demand para trabalhar em um espaço de trabalho em que pudesse confiar na cidade onde mora, em Oakland, na Califórnia, e sempre que viajava. 

"Sempre que entro em uma WeWork, sei que encontrarei Wi-Fi confiável, lugares tranquilos para conversar, bebidas e protocolos de segurança", diz Caroline. "Estes foram fatores importantíssimos para mim durante a pandemia, quando a maioria das cafeterias estavam fechadas aos clientes, e até mesmo agora, quando a pandemia começa a diminuir". É difícil entrar em uma cafeteria e ter certeza de que haverá uma tomada esperando por você para conectar o computador e que não será incomodada por excesso de ruído".

Enquanto acontece a expansão da Renewal Mill, Caroline frequentemente se encontra com parceiros e fornecedores de produtos embalados de consumo que oferecem os produtos da empresa em Nova York, Los Angeles e em muitas outras cidades. A partir de junho, a marca terá distribuição nacional quando chegar às prateleiras dos mercados Whole Foods em todos os EUA. Ter acesso à WeWork onde quer que Caroline esteja tem sido fundamental para o crescimento do negócio.

"A flexibilidade e a confiabilidade em diferentes cidades continuam me atraindo para a WeWork", diz ela. Além disso, Caroline acrescenta que tem gostado da comunidade que surgiu a partir de sua experiência com o Food Labs e que continuou on-line. 

"Uma coisa é mudar corações e mentes individualmente", diz ela. "Mas é diferente construir um movimento que realmente cause um impacto". A empresa afirma ter evitado cerca de 450 toneladas de emissões de carbono de restos de alimentos este ano. 

"Esse é nosso objetivo aqui na Renewal Mill: como podemos ajudar a construir o movimento do reaproveitamento de alimentos para reconstruir o sistema alimentar priorizando esses aspectos?" diz Caroline. "Nós criamos doces irresistíveis. Mas se as pessoas vão comer um cookie, por que não optar por uma versão que faça bem para todos? Dessa forma, damos alguns passos na direção certa".

Anna Dimond é escritora, editora e produtora de conteúdo com base em Los Angeles e em Cape Cod, MA. Ela escreve sobre atividades ao ar livre, cultura, negócios e política para The Washington Post, ESPN e Red Bull, entre outros.

Repensando seu espaço de trabalho?

Este artigo foi útil?
Categoria
Membro em destaque
Etiquetas
FLEXIBILIDADE
NEW WORLD OF WORK
ON DEMAND