Para muitas pequenas empresas, ter um espaço de escritório é um divisor de águas

Donos de empresas dizem que ter locais exclusivos para se reunirem os ajudará a crescer e formar laços de equipe

WeWork Avenida Constitucion 2050 em Monterrey, México. Fotografia da WeWork

A pandemia tem sido difícil para todos, mas para as pequenas empresas que tentam decolar, tem sido especialmente difícil. Quando a COVID-19 chegou, a empresa de desenvolvimento de apps Appdrop teve que fechar seu escritório na área da baía de São Francisco, enviando os dois cofundadores para suas respectivas cidades natais, um para Nashville e o outro para Washington, DC

“Foi definitivamente difícil fazer a transição para o trabalho remoto. Já somos introvertidos, e agora é muito mais difícil”, conta Kamar Mack, cofundador e CEO da Appdrop. Não poder estar na mesma sala torna muito mais difícil concluir a longa lista de tarefas necessárias para a criação de um negócio: tudo, desde a idealização e execução de ideias de produtos até a obtenção de financiamento e contratação de pessoas.

Um relacionamento de cofundador à distância também foi o caso de Ian Mukherjee, cofundador e chefe de engenharia da Kouch, uma plataforma de jogos onde os fãs podem jogar contra celebridades. Ian mora com seu gato em um estúdio no distrito financeiro de Nova York, enquanto seu cofundador está na Flórida. “Meu cofundador e eu temos trabalhando com uma grande distância entre a gente”, conta Ian.

Kamar e Ian faziam parte de um grupo de donos de pequenas empresas que descobriram recentemente por meio de uma ligação do Zoom que haviam recebido cinco passes do WeWork All Access para eles e suas equipes pelos próximos seis meses. A WeWork lançou o concurso que concedeu os passes durante a Semana Nacional das Pequenas Empresas nos EUA para reconhecer todos os problemas que as pequenas empresas enfrentaram no ano passado. O WeWork All Access permite que as equipes trabalhem em centenas de locais da WeWork em todo o mundo.

O senso de coesão tem sido uma entre as muitas dificuldades do trabalho em equipe à distância. A Supertext é uma agência de tradução e localização com presença em Los Angeles, Zurique e Berlim. “Somos globais por natureza, mas devido às restrições de viagem da pandemia, sentimos muita falta de [ter] uma experiência compartilhada”, conta Kristy Sakai, CEO da Supertext USA. Com o WeWork All Access, os membros da equipe da Supertext podem estar em cidades diferentes, mas ainda dentro dos locais da WeWork. Essa oportunidade proporcionará uma experiência compartilhada para que “ainda possam se sentir como uma só equipe em diferentes locais”, conta Sakai.

Roderick Lawrence (à esquerda), ator e cofundador da Black Man Films, e Kamar Mack, cofundador e CEO da Appdrop. Fotografias cortesia dos entrevistados.

A empresa de energia limpa Ecogy Energy vem crescendo loucamente — um ponto positivo durante esse período. A empresa, que opera projetos de energia renovável em vários estados, principalmente em comunidades de baixa renda, triplicou de tamanho nos últimos três anos. Porém, cresceu ao ponto em que a falta de um escritório central é uma desvantagem perceptível. 

A empresa está “sediada” no Brooklyn, mas o gerente de projetos, Joel Santisteban, diz que precisa adicionar um asterisco a isso, porque “estivemos totalmente remotos no último ano e meio e nos virando”, conta. Santisteban desculpou-se pelo ruído vindo da rua, pois estava realizando a videoconferência em um café sob a Ponte Williamsburg. “Vai passar um trem”, conta. Com o WeWork All Access, Santisteban espera poder reunir a equipe em breve em um escritório de verdade em Williamsburg.

Não ter um espaço para reuniões tem sido um problema para as empresas, mas definitivamente não ter espaço adequado também é um problema. A parte mais difícil da pandemia, conta Jackie Geisler da Live Free Fitness LLC, tem sido morar e trabalhar em um apartamento em Nova York do tamanho do closet de seus pais em New Hampshire. “Meu namorado está do outro lado desta porta trabalhando na cama”, conta. 

Kristy Sakai (à esquerda), CEO da Supertext USA, e Ian Mukherjee, cofundador da Kouch.

É uma cena comum para muitos que trabalham em espaços domésticos compartilhados. Dailyhuman, uma empresa de tecnologia dos EUA que permite às pessoas presentear amigos com uma refeição em um restaurante, garantiu recentemente o financiamento. Eles aumentaram a equipe, que está espalhada de Tel Aviv a Melbourne, e levaram todos para Nova York para se encontrarem na casa do fundador. 

“Eu sempre pensava: preciso de um quadro branco, de uma sala de reunião, disso, daquilo”, conta Zi Xie, diretora de Desenvolvimento de Negócios da Dailyhuman. Ter acesso a materiais de trabalho e espaço poderia levar os membros da empresa à descontração, desenvolver uma cultura e fazer o trabalho, conta. “Seria incrível ter acesso a um espaço, para que todos possamos criar uma sensação de conexão.”

Salma Qarnain Shaw e Roderick Lawrence, cofundadores da Black Man Films, também têm feito o possível para expandir sua organização virtualmente. Sua produtora conta as histórias de homens e mulheres negros. Após o lançamento em agosto do ano passado, conseguiram filmar seu primeiro curta narrativo (pessoalmente), além de colaborar com dezenas de artistas e se reunir com financiadores (virtualmente). Fazer tudo isso durante a pandemia foi desafiador, conta Shaw. 

Zi Xie (à esquerda), diretora de Desenvolvimento de Negócios da Dailyhuman, e Joel Santisteban, gerente de Projetos da Ecogy Energy.

Ter acesso ao espaço de trabalho é essencial para o crescimento, pois permitirá que a equipe se encontre pessoalmente com os colaboradores e financiadores dos artistas. Isso permitirá mais “trabalho gerador”, conta Shaw, como criar um pipeline de produção, formar um plano de negócios e realizar reuniões com parceiros de marketing e financiamento. Atualmente, a produtora está negociando com festivais ao redor do mundo, bem como com os principais serviços de streaming. “A possibilidade de receber visitantes em uma sala de reunião com um quadro branco será um grande avanço”, conta Lawrence. “Você não conhece a essência de ninguém a menos que esteja frente a frente com essa pessoa em um espaço”.  

Estes e os outros vencedores do concurso da WeWork para pequenas empresas agora terão um espaço exclusivo apenas para trabalho. Eles poderão estabelecer conexões com colegas de equipe, dar uma volta, ter lugares tranquilos para se concentrar e ter acesso a uma comunidade com a qual pode interagir — todos os elementos necessários para conquistar suas grandes ambições. Este ano nos mostrou o quão valioso é ter um pouco de espaço em todos os aspectos de nossa vida.

Anjie Zheng é editora chefe da Ideas by WeWork. Anteriormente, foi repórter do Wall Street Journal. Seu trabalho também foi publicado na Fast Company, Quartz e LithuB.

Repensando seu espaço de trabalho?

Este artigo foi útil?
Categoria
Produtos flexíveis
Etiquetas
ALL ACCESS
ESPAçO FLEXíVEL
SMALL BUSINESSES