Condições necessárias para um retorno bem-sucedido ao trabalho

Um novo estudo revela quais políticas da empresa tornam os funcionários mais satisfeitos e produtivos quando retornarem ao escritório

Clique aqui para ver o que torna os funcionários mais satisfeitos e produtivos quando retornam ao escritório.

Estudos revelam que depois de trabalhar em casa durante a pandemia da COVID-19, a maioria esmagadora dos trabalhadores deseja voltar ao escritório pelo menos um dia por semana. Com os estudos clínicos positivos das vacinas e maior possibilidade de que em breve tenhamos acesso a uma vacina, as empresas agora têm a oportunidade de considerar um plano flexível para o que pode ser o retorno para o escritório. Elas podem usar as experiências de quem teve oportunidade de retornar ao local de trabalho nos últimos meses para elaborar uma estratégia eficaz. 

Para os líderes de empresas, o fator mais importante conseguir trazer as pessoas de volta ao local de trabalho é despertar o senso de confiança em seus funcionários e convencê-los a aceitar o retorno. Mas o que faz com que um funcionário se sinta seguro e produtivo na volta ao escritório? Este estudo examina as políticas e condições que exercem impacto no desempenho de um funcionário depois de voltar ao local de trabalho e destaca as melhores decisões que as empresas podem tomar para que o retorno seja um sucesso.

Outra onda de COVID-19 forçou muitos funcionários em todo o mundo a voltar a trabalhar em casa. Para as empresas, entender e aplicar as melhores políticas na eventualidade de um retorno ao local de trabalho garantirá melhor desempenho dos funcionários e sucesso comercial. As revelações desta pesquisa podem ajudar empresas a planejar com antecedência e preparar-se para o futuro, principalmente quando as vacinas forem amplamente distribuídas.

Metodologia de pesquisa

Em outubro de 2020, a WeWork realizou uma pesquisa cega representativa de funcionários de escritórios nos EUA, Canadá, México, Reino Unido e Europa Ocidental, em parceria com a empresa de pesquisa e estratégia brightspot strategy, para determinar as condições que tornam funcionários mais satisfeitos e produtivos quando retornarem ao escritório depois de trabalharem em casa. Ela foi conduzida como uma pesquisa cega, sem referência à WeWork ou avaliação de coworking.

Principais descobertas

  • Funcionários que retornaram ao escritório de quatro a cinco dias por semana relataram um aumento de 54% na motivação quando comparados aos que trabalham em casa. De todos os funcionários que retornaram ao escritório de um a cinco dias, houve um aumento de mais de 40% na motivação. 
  • Desde o retorno ao local de trabalho, os funcionários declararam haver melhorias em todas as métricas em comparação aos que trabalham em casa. Eles notaram um aumento de 3% na produtividade individual, 6% na produtividade colaborativa, 4% no bem-estar pessoal e 8% na experiência da cultura da empresa. 
  • Aqueles que disseram que “trabalhar em casa não era eficiente” perceberam um aumento de 18% na experiência da cultura da empresa no escritório. Por outro lado, funcionários que declararam não ter “nenhuma razão para voltar” não notaram nenhuma mudança ou perceberam uma queda no desempenho em comparação aos que trabalham em casa.
  • Uma empresa que fornece equipamentos de proteção individual (EPI) e desinfetante para as mãos apresentou o impacto mais positivo na experiência declarada pelos funcionários sobre a cultura da empresa, com uma melhoria de 11%. Um ambiente de trabalho considerado de moderado a muito seguro produziu uma melhoria de 4% na produtividade individual, enquanto um considerado inseguro produziu uma queda de 9% na produtividade individual. 
  • Funcionários que consideraram que a empresa soube gerenciar o retorno ao local de trabalho com eficiência declararam uma melhoria de 7% na produtividade colaborativa e de 12% na melhoria na experiência da cultura da empresa. Empresas consideradas ineficientes nessa gestão produziram uma queda de 4% no desempenho da produtividade colaborativa e na cultura da empresa.

Para o sucesso dos negócios, é fundamental que um funcionário possa trabalhar produtivamente, alcançar satisfação pessoal e ter uma percepção positiva sobre a empresa. Indivíduos sem motivação no trabalho apresentam uma taxa de ausência 37% maior e produtividade 18% menor . Equipes que não conseguem colaborar ou se comunicar com eficácia resultam em interações interpessoais negativas, queda na inovação e perdas de receita e lucros . Um local de trabalho com funcionários não motivados, pouco trabalho em equipe e muitos desafios de comunicação produz uma cultura tóxica que impacta os empregadores pela alta taxa de rotatividade — uma estimativa de US$ 223 bilhões nos últimos cinco anos em empresas norte-americanas.

Resultados

Este estudo avaliou o impacto das políticas e condições de empresas no desempenho informado pelos próprios funcionários quando retornaram ao escritório em comparação a quando trabalhavam em casa. Nas quatro métricas avaliadas, os funcionários declararam haver um aumento geral no desempenho ao retornarem ao escritório. (Acesse o relatório completo para obter mais detalhes sobre como os indivíduos classificaram suas habilidades dentro de cada métrica): 

  • Produtividade individual: aumento de 3,1%
  • Produtividade colaborativa: aumento de 6,1%
  • Bem-estar pessoal: aumento de 4,2%
  • Experiência da cultura da empresa: aumento de 8%
WeWork Coda em Atlanta, GA.

As quatro métricas apresentaram melhoria na média desde o retorno ao ambiente de trabalho, mas algumas condições exerceram um impacto maior sobre o desempenho.

Resposta de uma empresa

Funcionários que consideraram que a transição da volta ao escritório foi tranquila e cuidadosamente planejada informaram uma melhoria de 7% na produtividade colaborativa e de 12% por cento na melhoria na experiência da cultura da empresa. Aqueles que consideraram que as empresas foram ineficientes nessa gestão notaram uma queda de 4% no desempenho da produtividade colaborativa e na cultura da empresa. 

Uma experiência negativa de volta ao trabalho foi descrita por um funcionário da seguinte forma: “Houve falta de consideração com os funcionários pela diretoria, que por sua vez continua trabalhando de casa”.

Um fator adicional que afetou o desempenho dos funcionários foi a resposta inicial da empresa à pandemia, no início do ano. Uma percepção negativa sobre as iniciativas de uma empresa durante a transição dos funcionários para o trabalho em casa no início do COVID-19 gerou “desconfiança” em relação a futuras tentativas de reabrir o local de trabalho.

Percepção de segurança do local de trabalho 

Um ambiente de trabalho considerado de moderado a muito seguro produziu uma melhoria de 4% na produtividade individual. Um considerado inseguro produziu uma queda de 9% na produtividade individual. 

Embora reconhecendo que o cumprimento dos protocolos da COVID-19 no escritório pode ser difícil e demorado, os funcionários expressaram como os sistemas adotados para protegê-los resultaram em um efeito positivo geral. “Seguir os protocolos de segurança” foi considerado um aspecto importante do retorno ao ambiente de trabalho. Por outro lado, os funcionários que se sentiram inseguros relataram um estresse adicional que afetou negativamente seu desempenho.

WeWork Coda em Atlanta, GA.

Fundamental para essa percepção é se uma empresa adota medidas de segurança razoáveis. As três principais medidas de segurança adotadas pelas empresas incluíram: 

  1. obrigatoriedade de máscaras
  2. distanciamento social
  3. limpeza e desinfecção de superfícies 

Uma empresa que fornece EPI e desinfetante para as mãos apresentou o impacto mais positivo no desempenho informado pelos próprios funcionários entre todas as medidas de segurança — um aumento de 11% na experiência da cultura da empresa.

Quantidade de tempo juntos presencialmente

A presença de vários funcionários no local de trabalho melhorou o desempenho de um indivíduo. Funcionários que trabalharam no local quatro ou cinco dias por semana apresentaram de 6% a 9% de melhoria na produtividade e bem-estar pessoal e um aumento de 13% na experiência da cultura da empresa. Já os que voltaram apenas um ou dois dias por semana obtiveram menos de 3% de melhoria em todas as métricas. 

Isso também aconteceu em relação à motivação dos funcionários. Funcionários que retornaram ao escritório de quatro a cinco dias por semana relataram um aumento de 49% a 54% na motivação quando comparados ao trabalho em casa. Aqueles que trabalhavam no local apenas um dia por semana declararam um aumento de 31% na motivação, um número inferior à média do aumento de 40% na motivação.

WeWork Coda em Atlanta, GA.

Os funcionários disseram que os benefícios mais importantes do retorno a um ambiente de trabalho estavam relacionados à interação com colegas: interações sociais; colaboração com colegas ou clientes; e sentimento de fazer parte de uma comunidade de trabalho. 

Os funcionários se sentiram “energizados” e “renovados” como principais benefícios de retorno ao escritório. Eles declararam que a possibilidade de se comunicar com sucesso era fundamental. Por outro lado, retornos escalonados aumentaram os desafios de comunicação e produtividade. “Nem todos estão presentes no local de maneira contínua, então ainda há problemas de comunicação”, disse um entrevistado. “Nem todos estão reunidos em virtude do rodízio. Por isso, às vezes temos que esperar alguns dias por alguma coisa”, disse outro.

Facilidades e conveniências do escritório

De acordo com os funcionários, o aspecto mais importantes do local de trabalho incluíram um espaço de trabalho exclusivo e acesso à tecnologia. Funcionários com acesso a um espaço de trabalho exclusivo no escritório declararam um aumento de 6% em bem-estar pessoal quando comparados ao trabalho em casa. No escritório, os funcionários mencionaram como pontos positivos “acesso a tudo de que preciso para trabalhar 100% com os clientes” e “sentir-se mais produtivo e motivado”.

WeWork University of Maryland em College Park, MD.

Uma empresa que fornece as tecnologias necessárias, como boa conexão à Internet e ferramentas mais rápidas para facilitar a comunicação, também criou uma experiência mais positiva para os funcionários.

Compreender os estilos de trabalho dos funcionários e os diferentes níveis de eficácia de cada um no trabalho em casa pode ser uma ferramenta para determinar quais funcionários podem se beneficiar mais com o retorno ao escritório. Isso pode ser usado para estabelecer uma comunidade de colegas que interagem com frequência ou dependem uns dos outros para colaborar. A coordenação de horários garantirá que as pessoas certas estarão juntas nos momentos certos. 

Enquanto analisamos o futuro do trabalho, as políticas implementadas pelas empresas continuarão a impactar o sucesso dos funcionários. Para assegurar a melhoria do desempenho dos funcionários e o sucesso contínuo dos negócios é importante continuar avaliando, monitorando e respondendo às percepções e preferências dos funcionários enquanto ajustes estão sendo realizados ao local de trabalho em decorrência da pandemia.

Clique aqui para ver todas as condições que possibilitam o êxito do retorno ao escritório.

Interessado em um espaço de trabalho? Entre em contato.