Três dicas para criar um escritório que inspira inovação

Sofisticação, agilidade, poder: veja por que as empresas mais bem-sucedidas evitam espaços de trabalho padronizados para promover a inovação

O espaço é uma poderosa ferramenta de estímulo ao comprometimento, à inovação e ao aumento da produtividade. Mas como é, exatamente, um espaço otimizado? Em Ciência do Espaço, analisamos como a ciência do design intencional pode transformar qualquer ambiente de trabalho em uma experiência holística.

Há uma imensa pressão sobre as empresas para inovar antes da concorrência. É essa capacidade de ficar dois (ou 10) passos à frente dos demais que possibilita os maiores saltos.

O caminho da inovação parece claro: começa com a contratação dos melhores profissionais, que pensarão em soluções novas e inovadoras; colocar as ideias em ação; aprender e repetir. Mas no mundo de hoje, ele não termina aí.

Contratar os melhores profissionais e pedir para que realizem seu melhor trabalho em um espaço inadequado é receita para o desastre. Você já deve ter trabalhado (ou, quem sabe, ainda trabalha) em ambientes que mais parecem ter saído do filme Como Enlouquecer seu Chefe do que em um super hub de inovação.

As empresas mais inovadoras do mundo otimizam todos os aspectos do negócio, incluindo o espaço de trabalho físico.

Pensar criativamente, imaginar possibilidades e conectar os pontos que impulsionarão os negócios no futuro pode ser impossível quando você passa o dia inteiro em um escritório sem janelas, nem luz natural. Ou quando você se sente acorrentado a uma mesa. Um espaço de trabalho físico deprimente pode prejudicar até mesmo o profissional mais talentoso que esteja tentando pensar na próxima grande ideia.

Então, como os empregadores devem preparar o terreno para a inovação dentro de seus próprios espaços de trabalho? Como parte da equipe de estratégia de trabalho aqui na WeWork, passamos muito tempo otimizando a experiência no local de trabalho para que os funcionários possam fazer seus melhores trabalhos. Estas são três maneiras de repensar seu espaço de trabalho para incentivar a inovação em suas próprias equipes.

1. Torne o espaço de trabalho “hackeável”

Quando as equipes recebem a missão de inovar, espera-se que os funcionários pensem em novas ideias, criem protótipos e realizem testes; da mesma forma, o espaço de trabalho também não deveria oferecer dinamismo? Em outras palavras, os funcionários não deveriam se sentir livres para "hackear" fisicamente a configuração de escritório convencional?

Mas o que isso significa, exatamente? De escrivaninhas a cadeiras, sofás e mesas, os funcionários devem poder moldar o espaço de trabalho de acordo com suas necessidades, não se limitando à configuração original do empregador. Por exemplo, a WeWork possibilita a mobilidade de alguns móveis adicionando alças e outras ferramentas visuais. Os funcionários podem configurar o espaço de acordo com as suas necessidades, seja para uma grande sessão de brainstorming ou para criar um local confortável para trabalhar sozinho. Desta forma, pensamos no espaço de trabalho como “software”, que pode ser atualizado sob demanda, em vez de “hardware”, que é estático e imutável. Os funcionários devem ser incentivados a criar um ambiente no qual se sintam à vontade e inspirados, assim como em suas próprias residências.

Um grande exemplo disso veio da minha recente visita à IDEO, uma empresa internacional de design e consultoria fundada em Palo Alto, na Califórnia. A filosofia da empresa é que o espaço de trabalho "hackeável" permite que os funcionários tornem seu trabalho mais ousado e experimental. Quando imaginam como seria ter uma parede em determinado espaço, por exemplo, os funcionários da IDEO instalam paredes de papelão e testam diferentes arranjos para ver como os comportamentos mudam dentro do espaço.

O resultado de todo esse "hackeamento" do espaço? Um ambiente de trabalho no qual as pessoas se sentem entusiasmadas para compartilhar ideias e solucionar problemas. Além disso, funcionários em espaços "hackeáveis" se sentem à vontade para expressar ideias e opiniões sem sofrer represálias; em outras palavras, os funcionários se sentem psicologicamente seguros para se expressar

Qual o grau de importância da segurança psicológica? Pesquisando a dinâmica de equipes com alto desempenho, o departamento de operações humanas do Google identificou a segurança psicológica como o primeiro de cinco ingredientes essenciais. Quando perdem o medo da repercussão por tentar algo novo, os funcionários se sentem seguros para assumir riscos, expor opiniões em debates e contribuir criativamente em sessões de brainstorming. Para eles, o fracasso se torna uma experiência de aprendizado e o enfrentamento de problemas leva a resultados positivos. Tudo isso pode ser fomentado e incentivado pelo espaço de trabalho certo. 

Tomar café é um ritual popular na WeWork em Bogotá, Colômbia.

2. Construa uma cultura única com rituais

Todas as empresas têm rituais, desde as rotinas cotidianas mais corriqueiras (como a pausa para o cafezinho ou chá) até eventos maiores e menos frequentes, como reuniões anuais e festas de aposentadoria. São ações simples que nos conectam a nós mesmos, ao nosso lugar e ao momento. Mas você sabia que os rituais de espaço de trabalho também podem afetar seus funcionários e inspirar a inovação?

Funcionários que são encorajados e capacitados a iniciar atividades específicas dentro de seu ambiente de trabalho tendem a desenvolver um senso de integração mais forte dentro da equipe. Basicamente, rituais criam uma identidade comum entre as pessoas.Treinadores esportivos de sucesso, por exemplo, costumam usar rituais para desenvolver laços sociais entre os membros da equipe.

É importante notar a diferença entre um ritual padrão e aqueles destinados a incentivar a inovação. Na WeWork, por exemplo, não apenas servimos café fresco diariamente; fazemos isso em uma cozinha projetada como um “centro de gravidade”, um lugar desenvolvido para pessoas que queiram se reunir, conversar e compartilhar ideias de forma natural. Não temos apenas uma área de recepção; temos uma equipe inteira da comunidade cujo trabalho é garantir que os funcionários se sintam bem. E, às segundas-feiras, os jantares de nossa equipe vão além da alimentação, são reuniões depois do fim de semana para se conectar e debater a semana que se aproxima. Todos esses rituais contribuem para que os funcionários se sintam parte de uma comunidade, e isso colabora para a segurança psicológica necessária para a inovação.

O design do espaço de trabalho pode essencialmente ajudar a criar esses rituais, mas é essa camada de conexão que realmente agrega memórias positivas às atividades cotidianas. Dia após dia, esses rituais estimulam as emoções e reduzem a ansiedade, ao mesmo tempo que aumentam o senso de integração e criam o ambiente certo para a inovação. 

3. Adicione um elemento lúdico

Incorporar ludicidade a tudo o que fazemos é essencial para desenvolver a flexibilidade que nossos cérebros precisam para a inovação e a criatividade (que diminuem drasticamente à medida que envelhecemos). De acordo com o médico Stuart Brown e Christopher Vaughan, autores de Play: How It Shapes the Brain, Opens the Imagination, and Invigorates the Soul, a essência de jogar é o ato de fazer as coisas espontaneamente. 

Jogar é:

  • Aparentemente destituído de propósito
  • Voluntário
  • Atração natural
  • Liberdade sobre o tempo
  • Consciência reduzida de si mesmo
  • Potencial de improvisação
  • Continuação do desejo

No cérebro, jogar estimula o fator neurotrópico (crescimento nevral) amídalas (processamento de emoções) e o córtex dorsal-lateral pré-frontal (decisões executivas). Estudos demonstraram, por exemplo, que o desenvolvimento do cérebro de camundongos é favorecido por uma variedade de estímulos enquanto brincam com brinquedos e socializam com outros camundongos.

Especificamente, os indicadores de inovação podem ser encontrados em memórias de brincadeiras emocionalmente ricas desde a infância, se fortalecendo à medida que o cérebro das crianças se desenvolve. Desta forma, para promover a inovação, atividades lúdicas não devem se restringir à infância. Se você incorporar mais oportunidades de diversão em seu espaço de trabalho, permitirá que seus funcionários exercitem o pensamento criativo rumo às suas próximas ideias inovadoras. 

Por exemplo, tente convidar seus funcionários para uma sessão de brainstorming sem limite de tempo (abrindo espaço para que ninguém se sinta culpado por afastar-se um pouco dos seus projetos) durante uma tarde para abrir um momento mais lúdico na agenda. Ao criar momentos como este, você transmite a mensagem aos seus funcionários de que ser criativo e impulsionar a inovação faz parte do trabalho e que a sua função como empregador é criar um ambiente que promova a inovação.

Preparando o terreno para a inovação

As empresas mais inovadoras do mundo otimizam todos os aspectos do negócio, incluindo o espaço de trabalho físico. Já não basta contratar o melhor funcionário dentre os melhores; para inovar com uma velocidade competitiva, os funcionários precisam de um espaço que permita o desenvolvimento do melhor trabalho possível. Isso permite que você prepare o terreno para ideias inovadoras que promoverão ainda mais seus negócios.

A WeWork oferece soluções de espaço que ajudam a resolver os maiores desafios de empresas de todos os tamanhos.

Interessado em um espaço de trabalho? Entre em contato.