Membros do WeWork Labs estão trabalhando para combater o coronavírus

De Cingapura a Portland, Oregon, conheça startups que estão enfrentando desafios decorrentes do novo vírus

O novo coronavírus (COVID-19) pegou 2020 de surpresa e mudou a forma como as organizações estão pensando sobre a forma como trabalhamos. Com o coronavírus se espalhando para mais cidades, as empresas globais estão se adaptando ao home office e gerenciando equipes trabalhando em vários locais.

Embora a situação seja inconveniente, as restrições também representam oportunidades. A WeWork Labs, uma comunidade global de startups, está em uma posição única na vanguarda da inovação. Confira algumas das startups incríveis em nossa rede Labs que estão trabalhando para ajudar com a situação da COVID-19 e facilitar a vida para muitos em todo o mundo, que agora trabalham em casa.

Kits de teste de diagnóstico

A Mirxes desenvolve kits de teste de diagnóstico para o novo coronavírus. Fotografia cortesia da Mirxes.

A empresa de tecnologia médica baseada em Cingapura e membro da WeWork City House , Mirxes , assumirá o comando da produção em massa de kits de testes de diagnóstico localmente para o novo coronavírus, enquanto Cingapura se prepara para altos níveis de demanda tanto local como internacionalmente de testes precisos e rápidos para o SARS-CoV-2.

Uma ferramenta de colaboração que prioriza a privacidade

A rede de nuvem descentralizada da Quickcom, membro da Singapore City House da Beowulf, permite que clientes e colegas de equipe façam chamadas diretamente pela digitalização de um código QR usando a câmera em seu smartphone. Esses códigos QR podem substituir o número de telefone normal para controle completo de privacidade. À medida que mais equipes começam a trabalhar remotamente, essa ferramenta permite que participem de reuniões de grupo rapidamente.

Máscaras de ar

A demanda por máscaras cirúrgicas e N95 aumentou. Alguns países chegaram a proibir a exportação de máscaras para manter os suprimentos locais. Um membro da WeWork Labs em Portland, Oregon, Ao Air, reinventou a máscara de ar quando lançou o conceito Atmos, aclamado pela crítica na CES deste ano, uma conferência anual que mostra novas tecnologias de consumo. 

A Ao Air afirma que o Atmos oferece uma proteção 50 vezes melhor do que as máscaras de filtragem de ar líderes do mercado. Isso ajuda a explicar a longa lista de espera para o produto. E a estética do design, em estilo espacial, é perfeito para desfiles de moda e o Burning Man.

Um jogo de aprendizagem

Com o fechamento das escolas em todo o mundo, as crianças estão em casa durante esta crise de saúde. Existe melhor maneira de complementar a educação do que um jogo de aprendizagem de matemática?

O jogo de matemática da Dragon Whiz ensina as crianças e as mantém ocupadas. Imagem cortesia da Dragon Whiz.

A membro da Singapure City House Dragon Whiz criou um divertido jogo de matemática para toda a família (para crianças com idade a partir de 6 anos). Voe com Drake, o Dragão Vermelho, e seus amigos, e assuste seu medo de matemática para longe. Responda às perguntas escolhendo os ovos certos com seu dragão. O jogo tem três níveis, incluindo questões simples de adição, subtração, multiplicação e divisão. Ele está disponível para download na App Store da Apple e na Loja Google Play .

Quadro de colaboração interativo

A Vibe criou um quadro branco interativo. Fotografia cortesia da Vibe.

Membro do WeWork Labs em Seattle, a Vibe desenvolve um quadro interativo em tempo real que funciona com ferramentas de colaboração como Zoom e Slack. Perfeita para salas de reuniões que atendem a equipes em diferentes locais, a interface amigável aumentará o nível de colaboração e produtividade nas reuniões. Veja como a comparação com o smartboard aqui.

Papel sustentável

Por fim, além de máscaras e álcool em gel, outro produto em alta demanda no mundo inteiro tem sido o papel higiênico. De Hong Kong a Cingapura e Melbourne, as pessoas correram ao supermercado para fazer estoque.

A Cloud Paper cria papel higiênico de bambu. Fotografia cortesia da Cloud Paper.

Membro da WeWork Labs em Seattle, a Cloud Paper produz papel higiênico ultramacio de três camadas 100% de sem árvores, feito de bambu. O bambu é uma das plantas que crescem mais rapidamente do mundo (até um metro por dia!) e absorve grandes quantidades de carbono durante o crescimento. O bambu pode ser colhido para ser transformado em papel em apenas três anos, em comparação com os mais de 50 anos que leva para a maioria das árvores. Essas características tornam o bambu uma alternativa muito sustentável ao papel à base de árvores.

Adrian Tan é chefe da WeWork Labs, Pacífico, com sede em Cingapura, ajudando a extensão das startups no Sudeste Asiático, Coreia do Sul e Austrália.

ARQUIVADO EM
EMPREENDEDORES IMPACTO
Interessado em um espaço de trabalho? Entre em contato.